segunda-feira, agosto 31, 2009

Soninha Francine e Mulher Melão participam do Quadro do 8º Elemento


Na 2ª Etapa do Concurso a 8º Integrante do CQC teremos a participação da Soninha Francine subprefeita da Lapa (SP) e da funkeira Renata Frisson, a Mulher Melão.

Será que os candidatos terão que dançar o Créu na velocidade 10? É esperar e conferir!


Fonte Fábio TV

CQC #68 - Roteiro



Band, 22h30
Para ir ao estúdio: plateiacqc@band.com.br
Contato: cqc@band.com.br

Entre outras:

FUTEBOL: SAO PAULO X PALMEIRAS

LULA EM SÃO BERNARDO

CONGRESSO: O ANO JÁ ACABOU?

MARINA SILVA NO PV

SALVAR O TEATRO CULTURA ARTÍSTICA

CQTESTE: NEGRA LI

TOP FIVE

OITAVO CQC: DE 16 PARA 8 FINALISTAS

PALAVRAS CRUZADAS: ZÉ DO CAIXÃO x HEITOR DHALIA

Illustra: Sylvia Bonte Pires enviou o desenho acima com o seguinte texto: "Tas, esse desenho, fui eu que fiz, representa todos os deficientes do Brasil que assistem o CQC!"

Syl é ainda autora do blog CQC in Love onde nos dá diariamente lição de entusiasmo e informação sobre o CQC. Saiba mais sobre ela, aqui.


Muito legal ver o TAS falando da Syl no Blog dele! Ela merece! Um exemplo de vida! Quem a conhece sabe do que estou falando!

sábado, agosto 29, 2009

CQC no GAS Festival


Está rolando em SP a 2ª edição do GAS Festival.
Segundo os Twitteiros que estão cobrindo o evento, quem está na pauta é o Rafael Cortez.
É aguardar a matéria na segunda!

Agradecimentos Thiago do Antifrase que postou a foto no Twitter

quinta-feira, agosto 27, 2009

'CQC não tem nada a ver com a gente', diz Diretor do Casseta & Planeta


Completando 500 edições no ar, o Casseta & Planeta bateu, nas duas últimas semanas, o seu recorde, retornando à casa dos 30 pontos de ibope.

No início do ano eles falaram que deixariam a política de lado, mas voltaram atrás.
'A culpa é dos políticos, a gente tentou, mas eles aprontam depois.' diz José Lavigne, diretor da atração. 'Estabelecemos então que para a gente brincar, tem que ter um bom personagem, um cara que todo mundo conheça. No caso do Sarney, virou um personagem. Colocamos um bigodudo lá, todo mundo sabe quem é. Já o lance de denúncia não é com os cassetas.'

Questionado sobre os programa Pânico e CQC se inpirarem no Casseta, Lavigne dispara: 'São propostas completamente diferentes. Não tenho dúvida que, pela idade do Casseta, esses meninos do Pânico foram criados vendo a gente. Eles se apropriaram de certa forma dessa linguagem de molecagem criada por nós, mas de um jeito diferente' diz. No caso do CQC, tem o Marcelo Tas, que é mais antigo que a gente (risos). Se a gente tem 18 de TV, ele tem 38 (risos). Sem trocadilhos, ele é uma cabeça grande, privilegiada, pensa muito, trabalha com mídias novas e sempre teve uma preocupação política.

Sobre as pautas polítcas, Lavigne que os Cassetas não vão dar mais ibope aos políticos. 'Esses deputados são ridículos. A gente chegava lá no anexo 2 e eles faziam fila para serem zoados. Querem aparecer. Não vamos dar corda para isso. Era outro tempo.'


Perguntado se fica incomodado ao ver referências dos Cassetas no Pânico e no CQC, Lavigne se diz lisonjeado: 'Não, pelo contrário. Fico lisonjeado. Mas insisto que o CQC nada tem a ver com a gente.'

Fonte Diário de Cuiabá

quarta-feira, agosto 26, 2009

Texto do Internauta: Os poderosos do nosso país.

Imagem Portal Bahia Notícias


"Todo santo dia no Brasil, somos desafiados a enfrentar a ira dos poderosos que não querem sair do poder. Eles não se conformam de ter um índio na presidência da Bolívia e um metalúrgico na presidência do Brasil"

- Trecho de um discurso do Presidente Lula "não sei de nada" da Silva

Se você confiar no discurso que o presidente Lula fez na Bolívia há um tempo, nem ele e nem o Sarney são poderosos.

Porém, até aonde me ensinaram, um presidente é sempre um político poderoso.
E um presidente que quer fazer seu sucessor é um poderoso que não quer sair do poder. Como o nosso "querido" (não está entre aspas sem motivo!), senador Sarney, que foi presidente há mais de 20 anos e que apoiou todos os governos desde então (estranho não?!) é certamente um poderoso que não quer sair do poder de jeito nenhum.
(e não saiu né?!)

Mas o que é realmente cômico é um presidente tão poderoso quanto o Lula, com toda a sua popularidade e que consegue curvar a agenda do Legislativo à sua vontade, ficar reclamando dos "poderosos" (mais uma vez as aspas...) querendo ainda depois de dois mandatos nos fazer acreditar que ainda é aquele líder sindicalista.

Quem é poderoso no Brasil, hoje?

•Lula é o primeiro da lista, apesar de toda a modéstia.
•Sarney, o poderoso chefão. Demonstrou que dali não sai e ninguém tira.
•Collor voltou a ser, especialmente depois do abraço do Lula.
(Sem comentários, sobre uma certa campanha de 89.)
•Fernando Henrique ainda é, por trás das câmeras.
•Mercadante, porra o cara mudou o significado da palavra "irrevogável".

Bem nessa escala de poderes, só quem sempre vai aparecer sempre em ultimo somos nós, mortais eleitores. Que por uma ironia do destino, elegemos os tais poderosos!

É meio que triste pra mim enxergar a nossa atual situação política (graças a nossos políticos). Em meio a atos secretos, baixarias no congresso e a "banalização" do conceito certo/errado no mundo dos políticos.

Pelo amor de Deus né?! a TV Senado se tornou um programa de comédia pastelão. É deprimente ver essas brigas, caras e bocas quando o que estamos buscando quando ligamos nossa TV é na verdade transparência, explicações e até mesmo soluções (bobos somos nós!).

Mas tudo bem! Do que adianta a pobre e infeliz opinião pública de um "João Ninguém". Como já disse o Deputado Sergio Moraes sobre a opinião pública em geral, quando falou que de nada sabemos.

Termino esse post com uma citação do grande Arnaldo Jabor, que dizia:

"Nós não sabemos de nada, principalmente os que elegeram sete vezes Sérgio Moraes, que responde a oito processos inclusive com um suposto envolvimento com um caso de prostituição. Nós já éramos. Abaixo a opinião pública."

Texto enviado por:
Kayky Ribeiro, 22 anos, Rio de Janeiro http://kayky-ribeiro.blogspot.com/

A opinião expressa no texto é de responsabilidade do seu autor e não expressa a opinião dos autores deste blog.

Quer ver seu texto no CQCBlog? Leia aqui!

terça-feira, agosto 25, 2009

Danilo Gentili "Se quisessem alguém famoso colocariam a Cicarelli"

A presença de figuras conhecidas colocou o concurso para o oitavo integrante do CQC em cheque por parte dos telespectadores do humorístico da Band.

Uma ex-participante do Big Brother Brasil (Juliana Soares Canabarro, da sexta edição), um apresentador do Nickelodeon (Américo Fazio Neto), um vocalista de uma banda indie conhecida (Paulo Afonso Macedo de Carvalho, o Paulão do Velhas Virgens) e humoristas conhecidos no circuito stand-up, como Carol Zaccoli e Rogério Morgado, estão entre os 34 concorrentes apresentados na última segunda-feira (17/8).

A desconfiança sobre a seleção de participantes de reality e game shows é comum entre parte dos telespectadores. Questionam os critérios na escolha dos concorrentes do 10 Anos + Jovem, Esquadrão da Moda, Big Brother Brasil, No Limite, Troca de Família e tantas outras atrações desses gêneros. “Por que esta pessoa e não eu, que também me inscrevi?” Para eles, à mulher de César não basta ser honesta. Tem de parecer honesta!

“Acredite ou não, a fama não ajudou na escolha de ninguém”, afima Danilo Gentili, um dos repórteres do CQC, em conversa exclusiva com o Poltrona.

Para ele, fama definitivamente não é o que o CQC busca no oitavo integrante. “Se o programa quisesse isso, não seria uma ex-BBB que estaria na lista dos escolhidos, mas sim a Daniella Cicarelli, que é muito mais famosa que ela”, comenta. “Seria uma grande discriminação o CQC deixar de fora pessoas que mandaram muito bem só porque já apareceram na mídia.”

Sobre Rogério Morgado, que já passou pelo Comédia ao Vivo, seu grupo de humor, Danilo Gentili diz que não teve qualquer influência na presença dele entre os 34 concorrentes a oitavo integrante do programa.

“Um site publicou que, por ser meu amigo, Rogério pode ser beneficiado no concurso. Eu acredito que vai ser o contrário. Por ser meu amigo, por mais que esteja mandando bem, ele pode ser prejudicado, pois têm muita gente pressionando e falando coisas que não sabem, o que pode fazer o programa optar por não escolhe-lo”, avalia o repórter do CQC.

Danilo Gentili esclarece que não teve qualquer influência na inscrição ou seleção de Rogério Morgado. “Nenhum repórter acompanhou o funil que deixou as 34 pessoas.”

O repórter conta que dois outros amigos que fazem comédia stand-up fizeram seus DVDs e pediram para ele entregar em mãos. “No dia em que eu ia entregar, liguei para o Rogério dizendo que podia levar o dele. Ele recusou e disse que não queria ninguém falando que, se passasse, seria por minha causa. Entreguei só os dois DVDs. Assistiram. Não escolheram os que eu entreguei. Mas entre os escolhidos estava o do Rogério, que foi entregue pelos Correios. As pessoas que assistiram ao vídeo não tinham a mínima idéia de que o Rogério é meu amigo.”

Danilo Gentili explica que ele, Felipe Andreoli, Oscar Filho e Rafael Cortez são os jurados da primeira fase do concurso, mas não têm qualquer poder de decisão.

“Aplicaremos testes aos 34 candidatos. A direção do programa assiste a tudo. Nós ouvimos no ponto a decisão da direção e passamos aos concorrentes. Me doeu o coração duas vezes nesse processo, quando achava que um ou outro deveria ficar, mas tive que revelar que estavam fora.”

Para o repórter, o processo de seleção tirará todas as dúvidas e desconfiança dos telespectadores. “Ao assistirem ao CQC nas próximas semanas, o público vai poder conferir porque essas pessoas foram escolhidas e não outras. E se supreender. Tenho certeza.”

Fonte Poltrona

Marcelo Tas comenta a seleção do novo repórter do 'CQC'

Dos mais de 28 mil inscritos, sobraram 16 candidatos ao cargo de oitavo homem (ou mulher) de preto do "CQC", da Band. Após a eliminação na noite desta segunda-feira, a sabatina para a escolha do novo repórter continua a mil. A disputa está acirrada.

- Os 16 que ficaram são muito bons. Temos idades e tipos psicológicos bem variados. Mas eles ainda não foram testados nas ruas, o que vai acontecer numa etapa mais à frente - adianta o apresentador Marcelo Tas, que divide a bancada do programa com Rafinha Bastos e Marco Luque.

Para chegar aos atuais finalistas, os repórteres Danilo Gentili, Felipe Andreoli, Oscar Filho e Rafael Cortez fizeram uma espécie de entrevista coletiva ao contrário com os concorrentes.

- Foram observadas as seguintes virtudes: rapidez de raciocínio, conhecimentos gerais, improviso e cara-de-pau. Os quatro repórteres metralharam o candidato de uma só vez - comenta Tas.

Ainda está programada uma segunda eliminatória em estúdio. Em seguida, é a vez dos candidatos serem testados nas ruas.

- A etapa das ruas virá apenas na terceira eliminatória, quando restarem apenas oito concorrentes - explica o apresentador.

A partir das quarta eliminatória, os três homens da bancada vão testar os finalistas ao vivo. A grande final está marcada para o dia 28 de setembro.


Fonte O Globo

Festa do Peão de Barretos é uma das provas dos candidatos a 8º Elemento do CQC



Em um dia de shows emocionantes, como o de Roberto Carlos, a Festa de Peão de Barretos também teve de ceder espaço para o humor. É que o evento foi usado na escolha do oitavo integrante do programa CQC, humorístico da TV Bandeirantes.

Estiveram na festa fazendo reportagens as candidatas Ana Paula Davim e Mônica Lozzi. Elas entrevistaram e azucrinaram visitantes no recinto da festa e também no interior do camarote da Brahma, ponto VIP do Parque do Peão.

O objetivo era mostrar articulação para provar que podem trabalhar como repórter do CQC. O programa de TV exibido nas noites de segunda-feira está realizando um concurso para escolher um novo integrante que pela primeira vez poderá ser do sexo feminino.

Fonte Cosmo Online

domingo, agosto 23, 2009

'Marcelo TAS é o Jon Stewart em versão tropical'


Após Wall Street Journal dizer que "Marcelo TAS é o Jon Stewart em versão tropical", âncora do CQC é considerado um dos responsáveis pela saída do movimento 'Fora Sarney' do mundo virtual para as ruas do Brasil.

Enquanto a mídia brasileira tem tomado o Twitter para continuar sua luta por audiência, alguns membros da imprensa têm usado o Twitter como um fórum para expressar suas opiniões sobre os acontecimentos atuais e da política. O exemplo mais notável é o do Marcelo Tas, que segundo o Wall Street Journal "é uma versão tropical de Jon Stewart."

O apresentador do programa CQC, Tas é um dos brasileiros mais seguido no Twitter, com mais de 242.000 seguidores. Embora ele seja conhecido por ser pioneiro em aceitar um acordo de publicidade lucrativa no Twitter, ele também é pioneiro na discussão sobre política dentro do Microblog.

Tas é uma das pessoas mais relevantes sobre as questões políticas do Brasil no Twitter, instigando o debate e inscitando os seus seguidores a criarem consciência sobre determinados acontecimentos e questões. Ele também tem sido um defensor intransigente da liberdade de expressão.

Depois de fazer um comentário controverso sobre a greve na Universidade de São Paulo, alguns usuários do Twitter começaram uma campanha "unfollow" por causa de seu comentário supostamente ofensivo. Tas respondeu pedindo desculpas por ofender as pessoas, mas lembrá-los sobre a importância da liberdade de expressão numa democracia.

Mas a maior vitória do Tas "político" no Twitter foi sem dúvida com o movimento Fora Sarney.

Marcelo Tas foi o primeiro a divulgar a notícia e levar o movimento Fora Sarney a sério, em favor do impeachment contra o presidente do Senado brasileiro.
Logo, o movimento foi promovido por famosos atores brasileiros, músicos e humoristas no Twitter.

Entretanto, Tas continuou a liderar o esforço, a partilha de atualizações de notícias sobre o escândalo e as opiniões de outros brasileiros. "Eu acho que Sarney é uma doença contaminando o Brasil", disse a jornalista Ana Freitas.

Texto de
Rachel Glickhouse no portal Brazzil.com

sábado, agosto 22, 2009

Rafael Cortez faz sucesso em Feira do Guia do Estudante

Estudantes se identificam com dificuldade de Rafael Cortez em decidir a carreira

Texto: Mariana Nadai / foto: Galeria Experiência

O público lotou a Arena neste segundo dia da IV Feira do Guia do Estudante para conferir a palestra de Rafael Cortez, repórter do programa CQC. Os estudantes se identificaram com a história do repórter quando ele contou sobre o momento em que teve que decidir qual faculdade cursar.

Intercalando momentos de seriedade com piadas descontraídas, Rafael contou que logo que saiu da escola entrou no curso de Rádio e TV, mas desistiu. Não se sentia preparado para estar na faculdade. "Mais do que passar no vestibular, o desafio de um vestibulando é criar bagagem cultural para poder ter um estrutura para enfrentar a faculdade", diz Rafael.

É assim que Caio César da Silva, 19 anos e estudante do 3º ano de Sistemas de Informação, se sentiu logo que entrou na faculdade. "Tive uma grande dificuldade em acompanhar o curso no começo. Os professores acham que a gente já sabe várias coisas e não é bem assim, porque não entramos tão preparados para fazer a faculdade", diz.

Segundo Rafael Cortez, umas das questões mais importantes para o estudante prestar atenção é controlar as expectativas e cobranças. "A ansiedade não está só em escolher uma faculdade. Hoje existe também uma exigência em entrar no mercado cada vez mais cedo. Tive um professor que dizia que se você não estivesse no mercado de trabalho aos 25 anos, estaria perdido. É um absurdo", diz o repórter.

INDECISÃO

Rafael Cortez largou a faculdade de Rádio e TV e ficou três anos fazendo diferentes cursos - chegou até a tirar registro de palhaço. Aline Ferreira Morriguchi, de 17 anos, que está no 3º ano do Ensino Médio, se solidarizou com essa decisão do repórter. "Realmente entramos na faculdade muito cedo, é difícil saber se queremos realmente fazer o curso que escolhemos. Se você está indeciso, tem mais é que dar um tempo e tentar de tudo, fazer cursos. Tudo isso para ir se conhecendo melhor", diz.

Para o repórter do CQC, sua trajetória de vida até a escolha profissional não é um ótimo exemplo a ser seguido. Por isso que um evento como a Feira do Guia do Estudante é fundamental para ajudar as pessoas que ainda estão indecisas. "Acho que é uma grande ajuda para os que estão mais confusos, que estão malucos procurando uma profissão a seguir", elogia Cortez.

Fonte Guia do Estudante Abril

"A transformação das mídias tradicionais é inevitável" diz Marcelo Tas

"Após apresentar o CQC, a 1ª coisa que faço é ver no Twitter o que as pessoas falaram sobre o programa" diz TAS


Em Campo Grande, onde faz nesta noite a palestra “O poder das mídias sociais no relacionamento com seus clientes”, Marcelo Tas avisa que até as mídias mais tradicionais estão mudando e que ferramentas como o microblog Twitter serão determinantes nas eleições do ano que vem para a Presidência da República, Senado e outros cargos.

Não é uma opinião qualquer. Tas parece estar sempre um passo à frente dos outros. É um dos blogueiros mais premiados do País, tem 260 mil seguidores no Twitter e comanda o programa CQC, sucesso de audiência da Band.

Esbanjando bom humor e deixando escapar algumas piadinhas vez ou outra, Tas concedeu uma entrevista coletiva no Novotel e disse que todas as mídias estão se adaptando às mudanças, mesmo sem perceber. Jornais, revistas, canais de televisão e rádios usam e abusam de recursos como Twitter, blog e site.

“Todas as mídias são novas mídias, até as que não sabem o que está acontecendo. Um exemplo muito claro é o rádio que muita gente achou que ia perder terreno com a revolução digital. O rádio nunca esteve tão forte”, afirmou Tas.

Para ele, o comunicador também mudou. Tas conta que passou décadas sem ter o contato que hoje tem com o telespectador. Ele afirma que esse é o DNA da televisão: um veículo extremamente surdo, que só fala, mas que está sofrendo uma mutação.

O jornalista Marcelo Tas faz questão de saber o que o público está pensando. Ele diz que ouvir o receptor das notícias virou “uma prática quase espiritual”. Após apresentar o CQC (o programa é exibido ao vivo), a primeira coisa que faz é ver no Twitter o que as pessoas falaram sobre o programa.

Ele explica que é tanto comentário, que precisa selecionar um tópico específico para ler. “Quem faz televisão nunca teve essa chance”, ressalta.

Tas também desmistificou a história de que a internet afasta as pessoas. “A tecnologia, esse mundo digital, é a segunda forma mais eficiente (de interação) que existe. A primeira, vocês sabem, é o sexo. É mais interativo ainda. É mais banda-larga”, brinca.

“Tem muitos pais que dizem isso para mim: ‘ah, o meu filho fica isolado agora, trancado, não se comunica com ninguém’. Eu falo: querido, ele não está se comunicando com você. (Mas) Ele está se comunicando com 252 pessoas dentro daquele quarto”.

Fora Sarney - Muito à vontade, Tas também falou sobre política. Ele disse que o Twitter é uma das ferramentas que já está trazendo impacto nas eleições do ano que vem, quando será eleito o presidente da República e 2/3 do Senado será renovado (além das escolhas dos deputados federais e estaduais).

Tas disse que o senador Aloizio Mercadante (PT-SP) já sentiu, via Twitter, o impacto do arquivamento das investigações contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP). “Ele já sentiu o calor do Twitter. Aliás, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) também, o Twitter dele pegou fogo ontem. Então, eu vejo que isso já está acontecendo, não que isso vai acontecer”, afirmou. “Eu acredito que tem muitos políticos envolvidos nesse episódio, dessa maneira descarada de jogar a opinião pública no lixo, que vão ser surpreendidos na eleição”, acrescentou.

Durante toda a entrevista, Tas chamou Sarney (PMDB) de “imperador da mídia do Maranhão” e disse que não está frustrado pelo arquivamento das investigações contra o ex-presidente da República.

“Qual é o fim do Sarney? O fim do Sarney é uma tumba. Ele vai morrer, apesar de ser imortal, e vai morrer assim muito triste, muito mal na foto. É um ser humano que deve ter lá as suas virtudes, mas você já pensou em chegar aos 80 anos e ficar se defendendo de arrumar empreguinho para os seus parentes. Eu não gostaria de passar essa humilhação. É humilhante”.

Fonte
Campo Grande News

Candidatos a vaga de repórter do 'CQC' invadem coletiva



Para se tornar o novo repórter do programa CQC, da Band, os 16 semi-finalistas estão suando a camisa literalmente. Na noite desta quinta-feira (20), alguns participantes do concurso tiveram a difícil tarefa de transformar o lançamento de um cruzeiro marítimo da dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano em uma pauta humorística.

Sem celebridades para entrevistar, em um evento aberto exclusivamente para a imprensa, os rapazes apontaram seus microfones perniciosos para os cantores donos da festa. Para Luciano, um deles quis bancar o engraçadinho, e perguntou se a dupla estava criando aquilo que batizou de turismo rural. O cantor foi rápido no gatilho e lançou um desafio, "Vamos lá na fazenda para você ver a emoção que dá, tomar uma corrida de uma vaca!"

Já outro candidato, que portava um visual exótico, com cabelos pintados de vermelho e penteado moicano, fez confusão com o local de origem dos cantores e trocou Goiás por Goiânia. "Meu filho, você precisa estudar para poder trabalhar na TV, Goiânia é a capital do estado de Goiás, é uma cidade", explicou Zezé em tom professoral para o repórter iniciante.

As perguntas foram tantas que Luciano chegou a dizer que só responderia questões inteligentes a partir daquele momento. "Acho que estão confundindo humor com despreparo", lamentou o cantor.

Os 34 candidatos selecionados em uma peneira inicial foram apresentados na última segunda-feira (17). Na próxima segunda, dia 24, começam os testes no palco. Nessa primeira etapa, eles serão sabatinados pelos repórteres Danilo gentili, Oscar filho, Rafael Cortez e Felipe Andreoli . Somente 16 permanecerão na disputa.

As gravações de matérias externas fazem parte de uma etapa adiantada do concurso, porém a direção do programa da Band se recusou a falar com Terra por entender que qualquer informação sobre o processo seletivo é estratégico para a audiência do programa.

fonte Terra

quinta-feira, agosto 20, 2009

CQC pelo Mundo




O CQC é um programa que foi originado na Argentina. Criado pela produtora Cuatro Cabezas, está no ar desde 1995 no país.

Na Europa, o formato foi adquirido pela
Globomedia em 1996 na Espanha e na Itália (onde é conhecido como Le Iene Show), em 1997. O formato foi vendido posteriormente para Israel, França, Chile, Brasil, Estados Unidos, Portugal e Holanda.


Curiosidades

- Nos EUA Um piloto, com os apresentadores Greg Giraldo, Zach Selwyn e Dominic Monaghan (de Lost e o O Senhor dos Anéis), foi gravado para a possível versão norte-americana, sem previsão para ir ao ar. Na ocasião, os três entrevistaram o candidato democrata Barack Obama.

- Na Itália o CQC é conhecido como
Le Iene (A Hiena), e é transmitido desde 1996. Era a única versão do CQC apresentado por uma mulher, Ilary Blas.

- Em Israel o CQC foi ao ar em 2001 e durou apenas 1 temporada. Tinha baixa audiência devido ao tipo de humor que não é apreciado no país.

- O CQC Argentina levou ao ar algumas cenas do piloto do CQC dos EUA na temporada passada.

- No Chile, por ser veiculado no canal Cristão, o CQC foi impedido de fazer perguntas sobre religião e de cobrir pautas relacionada a Igreja;

- A versão holandesa irá ao ar ainda este ano e terá como âncora Beau van Erven Dorens, um famoso apresentador de TV do país

- O CQC Portugal foi a 2ª versão a ter entre os âncoras uma mulher, Joana Cruz

- Na Argentina, o CQC é tão popular que, em seus tempos na Presidência, Néstor Kirchner preferia dar entrevista a seus repórteres a falar com a imprensa.

quarta-feira, agosto 19, 2009

Rafael Cortez ganha beijaço de Ex-BBB



Por essa o repórter do programa “CQC”, Rafael Cortez, não esperava. Ao ver a ex-BBB Bianca Jahara no tapete vermelho, a caminho do Prêmio Multishow, ele perguntou se ela o daria um beijo. Sem titubear, Bianca encostou sua boca na de Rafael e... o beijou de língua! A boca de Cortez ficou com o batom vermelho de Bianca.

“Sempre o achei o maior gatinho. Aproveitei! Era agora ou nunca”, disse Bianca querendo saber tinha ficado borrada.
Fonte EGO

terça-feira, agosto 18, 2009

8º Elemento: Começa a batalha pela vaga

Repórteres do CQC: Jurados implacáveis


A espera acabou. Depois de receber mais de 23 mil inscritos, foram apresentados os 34 pré-selecionados para a vaga de 8º integrante do CQC.

Mas a escolha não foi nada fácil. Primeiro, o número de participantes, uma grata surpresa. Depois, achar os postulantes adequados à vaga. Tinham de todos os tipos e localidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Paraguai, Japão, Estados Unidos...

Hora de colocar os candidatos frente a frente com um júri de peso: Danilo Gentili, Felipe Andreoli, Oscar Filho e Rafael Cortez. Nas provas de seleção, perguntas de conhecimento geral, como "quem é o presidente da Câmara dos Deputados?", até tarefas mais delicadas, como formular perguntas inteligentes e bem-humoradas o mais rápido possível.

Difícil era conseguir disfarçar a ansiedade e o nervosismo. Os candidatos conversavam entre si e na maior parte do tempo faziam piadas, davam aquela espiada de canto de olho para um concorrente, mostravam um sorriso amarelo, mas no final se saíram muito bem e apresentaram situações bem engraçadas.

Confira a galeria com fotos de todos os 34 participantes e não deixe de acompanhar, toda segunda-feira, às 22h30, a escolha do 8º integrante do CQC, aqui na Band.

segunda-feira, agosto 17, 2009

8º Elemento: CQC Blog revela alguns dos pré-selecionados


Hoje o CQC apresentará os pré-selecionados a pleitear a vaga de 8º Integrante da Trupe do Programa. Mais de 23 mil pessoas se inscreveram no concurso. Dos 34 candidatos já é sábido que 10 são mulheres. O candidato mais jovem tem 18 anos e o mais velho tem 50.

Ainda no "perfil" dos pré-selecionados, há como profissões jornalista, músico, arquiteto, estudante, humorista, ator, repórter, apresentador de TV, radialista, comediante, auxiliar administrativo, empresário, cantor, publicitário e até guarda portuário, entre outras atividades.


Sondando comunidades do Orkut e o Twitter, além de informações vazadas na imprensa chegamos a identidade de alguns finalistas do concurso.


Thiago Alysson do Top Show, do blog Kamaleão - o cara parece ser bom, foi atrás do Lula
http://www.youtube.com/watch?v=c0ZBOQjYucY

Vii Zedek - Esta menina é meio doidinha e adora anime. Ainda não descobrimos sua profissão.
http://www.youtube.com/watch?v=F4bpcioj8oc

Juliana Canabarro - participante da 6ª edição do BBB. Atualmente é dona de um restaurante em SP

Marcel, o Intruso - apresentador e reporter do Programa Intruso que é exibido na região de Ribeirão Preto SP
http://www.programaintruso.com/

Rogerio Morgado - Humorista e e formado em Radio e TV
http://www.youtube.com/watch?v=cTCSA2EO-5Y

No programa de hoje teremos a 1ª eliminatória onde os candidatos terão que convencer os jurados, os 4 repórteres da atração, que são os melhores para continuar no páreo. Desta eliminatória sobrarão 16 candidatos.


CQC #66 - Roteiro

Oitavo CQC: começa hoje


Band, 22h15

Para ir ao estúdio: plateiacqc@band.com.br
Contato: cqc@band.com.br


Entre outras:

FESTIVAL DE GRAMADO

BAILE DO SIMONAL: CAETANO, MARIA RITA, D2, FLAUSINO...

CESAR CIELO EM SANTA BÁRRRRRBARA

TEATRO: "A MÚSICA SEGUNDA"

LEILÃO DE PSIQUIATRIA

OITAVO CQC: OS 32 ESCOLHIDOS

CQC TESTE: JOÃO DONATO

PALAVRAS CRUZADAS: TICO E TECO

sexta-feira, agosto 14, 2009

Ex-BBB é selecionada para concorrer a vaga no CQC



A participante do Big Brother Brasil 6, Juliana Canabarro está entre os 32 selecionados que farão parte do Reality Show que escolherá o 8º integrante para a trupe do CQC.

Juliana é gaúcha, formada em Jornalismo, escreve uma coluna na Revista VIP e administra um Restaurante especializado em comida japonesa, o Sushibaba.

Vote no Danilo para Twitter do ano!

Danilo Gentili está concorrendo ao Twitter do ano no VMB 2009 da MTV. Para votar, acesse:

quarta-feira, agosto 12, 2009

Artes com os CQC's

Há um mês inauguramos a seção Arte com os CQCs. São artes visuais que tem como tema os homens de preto. Hoje vou postar alguns vídeos feitos com o tema CQC:


Pintura do Cqc no Paint





CQC em desenho



CQC em Desenho: Mortal Kombat



CQC em desenho: Mortal Kombat 2ª Versão




Legal né?

segunda-feira, agosto 10, 2009

CQC #65 - Roteiro

Ilustra 'Aquelas Caras'


Entre outras:

SENADO: A TENEBROSA VOLTA DAS FÉRIAS

PRÊMIO TUDO DE BOM

PROTESTE JÁ: 2 CASOS CONCLUÍDOS

MARILIA GABRIELA

LEI ANTI-FUMO

TOP FIVE

PRISCILA NA PLAYBOY

CQTESTE: SERGIO MALLANDRO

PRESIDENTE URIBE EM BRASILIA

CONCURSO OITAVO CQC

Críticas, comentários e sugestões são bem-vindas!


Fonte Blog do TAS

quinta-feira, agosto 06, 2009

'O Maluf é o Rubinho perto do Sarney', diz Marcelo TAS no Irritando da GNT

O convidado da semana do programa Irritando Fernanda Young do canal GNT é o apresentador do CQC da Band Marcelo Tas.

O programa vai mostrar algumas histórias da vida do humorista, relembrar alguns de seus personagens como Ernesto Varela, além de críticas a políticos e reflexões sobre o mundo virtual.

A apresentadora Fernanda Young também questionou Tas sobre o limite para que o humor não se torne somente ridicularização, e o apresentador foi enfático ao dizer que se existe respeito o humor não ridiculariza ninguém.

- O limite é quando a ironia não atropela o respeito. Porque mesmo quando você entrevista um crápula, um político que você detesta ou que você sabe que faz muito mal para o nosso país, se você não o trata com respeito, eu acredito que você acaba dando força para ele.

O apresentador também soltou o verbo ao dizer que muitas coisas o irritam em relação ao Brasil, e que uma delas é a falta de opinião dos brasileiros.


- Tem uma coisa no Brasil que me irrita muito que é a falta de opinião. A gente tem medo de dar opinião. Opinião é para ser discutida abertamente, é uma coisa normal em qualquer país e eu acho que o público gosta disso

Sem perder o humor Marcelo Tas comenta sobre os políticos brasileiros e compara Paulo Maluf e José Sarney com os pilotos da Fórmula 1, Rubens Barichello e Michael Scumacher.


Fernanda Young questiona “Para onde vai Maluf quando ele morrer?”. Ele responde: “Para o inferno”. “O Maluf é o Rubinho perto do Sarney. O Sarney é o Schumacher. O Sarney está há 50 anos no poder e nos irritando”, ironiza.

Quando o assunto é a vida particular, o apresentador comenta sobre sua trajetória profissional, sobre o sobrenome artístico e surpreende ao contar que já foi bailarino e dançou pelado.

- Cheguei a dançar pelado. Meu pai quase morreu
.

E nem mesmo o cantor Caetano Veloso passou ileso na conversa dos dois. O apresentador criticou a postura do baiano.

- Ele gostar de axé music, tudo bem, mas ele ficar teorizando sobre a beleza do axé music me irrita. Ele podia fazer um disco: As 10 mais do Caetano, de axé music
.

O programa Irritando Fernanda Young vai ar no domingo, dia 9, à 0h, pelo canal pago GNT.

Fontes Estrelando e Fabio TV

quarta-feira, agosto 05, 2009

CQC fatura o Prêmio TDB na categoria Humor

@marcaps19 explica no twitter a presença do nome de Oscar Filho na notícia do Terra


Na noite de ontem, Marcelo Tas representou o CQC e compareceu ao Vivo Rio na cerimônia de premiação da 3ª edição do Prêmio TDB!.

O CQC ganhou na categoria Humor, derrotando Leandro Hassum e o próprio apresentador da noite, Marcelo Adnet. Marcelo Tas responsável por comandar o programa nas noites de segunda-feira, subiu ao palco para receber o prêmio ao lado de Rafael Cortez e, mais uma vez com humor, fez seus agradecimentos.

'Quero agradecer como o 'CQC' vem sendo recebido no Rio. Dedico o prêmio a dois ex-presidentes: Sarney e Collor. Viva a liberdade no Brasil', alfinetou Tas.

A premiação também gerou comentários do apresentador Luciano Huck que andou se estranhando com Marcelo TAS pelo Twitter:

"O CQC está incrível. Os caras são bons mesmo. Ninguém fazia essa crônica política que eles estão fazendo"

O portal Terra escreveu que Marcelo TAS e Oscar Filho receberam o Prêmio. Quem cobria o evento era o repórter Rafael Cortez que subiu ao palco junto com o TAS na hora da entrega da premiação.

terça-feira, agosto 04, 2009

8º Elemento: Começa a seleção

O concurso para encontrar o oitavo integrante do CQC foi um grande sucesso. A produção do programa recebeu mais de 23 mil inscritos, grande maioria na faixa dos 20 aos 25 anos.

Como Marcelo Tas avisou no começo da promoção, “podem participar homens, mulheres ou nenhum dos dois”. Assim, os números finais são de quase 17 mil rapazes e quase 7 mil mulheres com o sonho de fazer parte da trupe. “O número de ‘nenhum dos dois’ não foi divulgado”, brinca Tas.

Outra curiosidade das inscrições é que elas vieram de muitos lugares, não só do Brasil, mas do mundo: Inglaterra, Itália, Japão, Irlanda, EUA e Paraguai são alguns dos países que enviaram cadastros. Só não se sabe se alguns deles eram realmente estrangeiros. Muitos dos inscritos são jovens, entre 18 a 30 anos, mas que também receberam a companhia de concorrentes com mais de 60, 70 e até um senhor com 81 anos.

Abaixo, trechos de vídeos curiosos recebidos pela produção do programa:





Fonte E-Band

segunda-feira, agosto 03, 2009

CQC #64 - Roteiro


Band, 22h15
Para ir ao estúdio: plateiacqc@band.com.br
Contato: cqc@band.com.br

Entre outras:

ENCONTRO LULA x BACHELET

40 ANOS DOS GAVIÕES DA FIEL

PROTESTE JÁ: HOSPITAL DE IBIÚNA

ATHINA ONASSIS

DESFILE DA DASPU

TOP FIVE

JANTAR ORGÂNICO

CQTESTE: MV BILL

TOQUE DE RECOLHER

PALAVRAS CRUZADAS: LUCIANA VENDRAMINI x LILIANE DE CARVALHO

CONCURSO OITAVO CQC

Fonte Blog do TAS


CQC foi o 4º termo mais buscado no portal Yahoo Brasil em Julho. Leia

domingo, agosto 02, 2009

A política hoje não é entendida pela massa, diz diretor de Casseta



A declaração foi dada em resposta a crítica feita pela atriz Suzana Vieira, após a mesma ter ganho um Especial no Programa relambrando as principais personagens de sua carreira (Susana Vieira relembra suas personagens em paródias no 'Casseta e planeta')

Susana deu um puxão de orelhas no programa. Ela gostaria que o "Casseta e planeta" investisse mais em sátiras políticas, assim como faz o "CQC", da Band.

- Adoro o "Casseta", mas eu acho que o programa poderia pegar mais pesado com os políticos. Brasília é hoje um manancial enorme para o humor. Adoraria que eles avacalhassem mais os políticos. Aí eu ficaria felicíssima - alfinetou a atriz.

Diretor do programa, José Lavigne rebateu as críticas de Susana Vieira.

- A gente sempre coloca o universo da política no programa, mas ele está na paródia de 'Caminho das Índias' e aqui e ali. Ele não está setorizado no programa. A política hoje não é entendida pela massa. Na década de 90 a gente fazia isso, quando não havia TV fechada. Quem vê a TV aberta hoje são as classes mais populares. O "CQC", da Bandeirantes, tem outra proposta. Eles investem na política. É outro tipo de humor que não caberia na Globo neste momento - explicou

Lavigne.Fonte O Globo

sábado, agosto 01, 2009

Crítica: Jornalismo e humor marcam "CQC"

"CQC" foi o grande destaque das novidades da programação da TV brasileira nos últimos anos. Marcelo Tas, Marco Luque, Rafinha Bastos e companhia vivem um bom momento na Rede Bandeirantes.

"CQC" não é puramente humorístico. O programa reúne jornalismo e humor. As reportagens de Rafinha Bastos, no quadro "Proteste Já", marcam o estilo que o diferencia do concorrente "Pânico na TV". O repórter já mostrou denúncias que envolviam funcionários fantasmas na Câmara Municipal de Cotia, um possível esquema nos cemitérios de Brasília, a falta de transporte escolar em São Paulo e no Paraná, entre outras "barbaridades". Tal linha de investigação desapareceu nos noticiários locais. "SPTV" que o diga.

O repórter Rafael Cortez também trilha o caminho mais jornalístico. O jornalista cobre, corriqueiramente, eventos e reuniões que contam com a participação dos presidentes da América Latina. Cortez até já é reconhecido por Cristina Kirchner. O formato original do "CQC" é argentino. A presidente da Argentina já revelou que gosta mais dos homens de preto brasileiros....

O lado mais humorístico fica com Danilo Gentili e o "pequeno pônei" Oscar Filho. Atualmente, Gentili encara os deputados no Congresso Nacional. Faz perguntas relativas ao noticiário e muitos revelam desconhecimento total. Recentemente, o humorista foi agredido por seguranças do senador José Sarney (PMDB/AP) quando tentava se aproximar do político. Nesta semana, Gentili comandou a interessante matéria sobre pedofilia na internet. Um rapaz e uma moça, maiores de idade, mas que aparentavam ter 15 anos, encararam os pedófilos no mundo virtual. O comediante acompanhou todo o bate-papo que envolvia cenas de ereção pela webcam. Alerta para os pais.

Além das matérias, o quadro "Top Five", desde a estréia, alavanca o "CQC". Os momentos mais inusitados da TV brasileira passam nos domínios de Marcelo Tas. A "mini petis" Maisa Silva era a rainha consagrada do espaço. Hoje, o programa não captura os momentos nonsenses da criança, desde o imbróglio entre Maisinha e Silvio Santos. O "CQC" prestou solidariedade à menina. A culinarista Palmirinha Onofre e seu amiguinho Huguinho também batem cartão nas pérolas.

"CQC" mostra que é possível fazer um programa que valorize a consciência crítica do telespectador.

Por: Fabio Maksymczuk de Almeida Brito* no Portal Imprensa

* Fabio Maksymczuk de Almeida Brito é Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e bacharel em Comunicação Social - habilitação Relações Públicas pela ECA/USP. Em 2006, Fabio participou do concurso de monografias organizado pela ABRP (Associação Brasileira de Relações Públicas) e conquistou o 1º lugar na categoria "Relações com os Públicos". Desde 2004, Fabio escreve sobre a tv brasileira no blog FABIOTV que integra o UOL Televisão Blogs.

Follow Us

Arquivo do Blog

Comunidade CQC Brasil

Postagens Populares

© CQC Blog - Custe o Que Custar All rights reserved | Theme Designed by Seo Blogger Templates