quinta-feira, setembro 30, 2010

Um dia de figurante no CQC

Imagem by @thaigonakao
Ao chegar na Rua Constança, número 72, olhei no relógio para conferir se não estava atrasada. Tudo certo, ainda faltava 15 minutos para oito da noite. O espaço cultural com ares de fábrica antiga, ao lado dos trilhos do trem, me remeteu aos filmes dos anos 80 sobre a sociedade brasileira operária. O local se chama Tendal da Lapa e funcionou por muito tempo como uma central de abastecimento de alimentos do bairro paulistano.

Caminhei alguns passos e no meio de tanta coisa perguntei para um homem se ele sabia onde seria a gravação da ficção sobre eleições do programa Custe o Que Custar. Ele apontou para os fundos. Continuei andando pelo galpão e percebi que tecidos de malha demarcavam alguns espaços. Um ensaio de dança em um pequeno grupo. Em outro canto, dois acrobatas. Mais alguns passos. Finalmente encontro um trilho de travelling e algumas pessoas no meio das malhas pretas. Era ali. A produção já estava no local e fomos direcionados, ainda que sem saber ao certo onde ficar. Era uma sala grande, com cadeiras e uma pequena arquibancada. Já deveria ter umas 70 pessoas. Meio sem jeito, com uma mochila gigante nas costas, sentei no primeiro degrau da arquibancada. Do meu lado, uma moça simpática e sorridente. A engenheira elétrica, Denise. Logo depois, chega uma menina de camisa xadrez, a Dani, e também senta conosco. Já não me sentia mais sozinha.
Imagem by @Aroldogoncalves
A fome começou a apertar. Sai do trabalho sem dar tempo de passar em casa. Dois ônibus, uma sombrinha gigante e a mochila pesada. Depois de todos se observarem, falarem sobre como se inscreveram para a gravação, os produtores entraram na sala e explicam o que devíamos, e, especialmente, o que não devíamos fazer. Celulares desligados, nada de tietagem enquanto rolarem as gravações, silêncio, mas com animação, pois estaríamos em um comício político. E o aviso: no final todo mundo vai tirar fotos com vocês! Também nos liberaram para fazer o lanche. Uma sacolinha com pão, chocolates, refrigerante e castanhas. Beleza, de barriga cheia tudo fica melhor.

Engraçado que eu nunca me sinto a vontade para pedir para bater foto com alguém conhecido, nem pedir autógrafos. Me sinto tão ridícula. Acho que não só por ser jornalista, pois tal atitude é visto como algo tosco na profissão, mas já passei por algumas situações e me sinto meio estranha, meio idiota. E mesmo que as pessoas pareçam não se importar, há uma relação de poder que eu não curto. Parece que você é um ser menor e a pessoa é um Deus porque ela é famosa, porque aparece na TV, tá, mas e daí? Por que e pra que eu preciso ter uma foto, um autógrafo? Por que a gente precisa registrar tudo?
No caso era um pouco diferente porque todos que estavam na gravação gostam do CQC e especialmente, dos seus repórteres, eu também, é claro. Mas, acho importante a gente se questionar. Talvez seja exagero meu, um constrangimento desnecessário. Ainda não sei digerir isso. Só acho ridículo quem nem ao menos sabe o nome da pessoa para quem pede uma foto, só lembra que o cara fez uma novela, um programa, ou qualquer coisa e precisa exibir pros amigos ou pôr no Orkut a fotinho de fulano. Mas, o que o faz ser diferente um cara da TV de um gari que limpa a rua? Por que não nos preocupamos em saber mais sobre todos aqueles que nos cercam no cotidiano? Por que não temos uma foto com o cara que nos vende pão todo dia?
A equipe foi cuidadosa e gentil, com destaque para a produtora Gislaine Miyono, a mais simpática e sorridente. Nós figurantes seriamos um grupo de eleitores em um comício. Ganhamos bandeiras, camisetas, placas, bonés e botons de um candidato fictício. Começamos.
Imagem by @Aroldogoncalves

Depois de alguns takes só da plateia, Danilo Gentili gravou sua participação no meio da galera. Várias tomadas, vários planos. Para decepção da maioria dos figurantes, ele foi embora no primeiro intervalo após suas cenas. Muita gente ficou inconformada, pois foram ao local para garantir alguma recordação, ainda mais que ele é um dos caras mais admirados do CQC.

Eu particularmente não sei como me aproximar do Danilo, não sei o que dizer. Acho que como dá pra perceber, tenho me questionado sobre esse papel de plateia, público. Já fui ao show dele, já o vi em uma externa, mas nunca falei com ele. Não sei se foi a atitude mais adequada, mas preferi ficar no meu canto, afinal nós também estávamos ali para garantir que a gravação seria realizada, não só para pedir autógrafos e fotos. Eu percebo que o Danilo, que já foi gari, não entende porque hoje pedem fotos para ele e não para o cara que varre a rua. Talvez sua saída repentina seja um manifesto contra essa bajulação toda.

Com a Mônica foi pior. Como quase ninguém conseguiu garantir uma imagem com o garoto de Santo André, todo mundo quis tirar o atrasado com a única mulher repórter. Coitada. Além das piadinhas sem graça de um monte de carinhas chatos, as fotos atrapalharam um pouco as gravações.

No meio disso tudo, chega Rafael Cortez. Inegável seu carisma. A equipe já começou a rir quando ele pisou no estúdio com seu casaco de moleton com a imagem do Public Enemy nas costas. Depois, já vestido com o terno alinhado e sapatinho, o “flavour”, como é chamado pela equipe, foi o único a cumprimentar pessoalmente parte dos figurantes. Aperto de mão nos garotos e beijo nas meninas. Ele só não falou com todos porque a gravação começou. O Rafa é um caso a parte. Errou suas falas, fez palhaçada quase todo o tempo. Engraçado como especialmente ele e Danilo debocham do sotaque portenho dos diretores argentinos.

Três horas da manhã. A produção pediu que pelo menos dez pessoas da figuração ficassem. Grande parte já havia ido embora por conta própria. Eu, que já estava ali mesmo, resolvi ficar. Depois de um grande intervalo, com direito a esfihas e refrigerante, foi a vez de Felipe Andreoli e Oscar Filho fazerem suas participações. Não vi muito o Andreoli, só percebi sua concentração e profissionalismo. E o Oscar, com um raciocínio rápido e com uma piada na ponta da língua, fez a felicidade de todos que ficaram até o fim, até as quatro da madruga.
O Diretor Juan Buezas: "prontos??? Estenda la #Bandera e Ación!! - Imagem by @Aroldogoncalves

Ia chamar um taxi para ir embora, mas decidi ir de busão com outra garota que ficaria sozinha na parada. No caminho encontramos mais uma que também fez figuração conosco na última cena, afinal três garotas andando pela rua é melhor do que uma. Sem contar que ao invés dos R$ 40 do taxi, gastei só R$ 4, um bom negócio. Fomos para o ponto de ônibus, mas nada.

Pegamos o trem para descemos na estação Barra Funda. Ele já estava lotado de pessoas que iam para o trabalho. A maior parte homens, com jeito simples. Devem ter acordado por volta das três da manhã. Quase todos cochilavam, tentando resgatar o sono e amenizar o cansaço.
Engraçado como a gente reclama. Eu, que me dou ao luxo de levantar pelo menos às 7h, 8h da manhã todos os dias, às vezes esqueço que grande parte das pessoas de carne e osso se sacrificam todos os dias para levar uma vida muito mais sofrida e ainda assim, vivem.
Chegamos na Barra Funda por volta das 4h40. Cada uma foi para um lado. Elas precisavam trabalhar às 8h e 9h. Eu, só as 14h, ainda podia dormir algumas horas. Desci para pegar o primeiro ônibus em direção a Pinheiros. Na placa: 5h30. A mochila agora parecia pesar 200 quilos e ainda tinha a placa do candidato fictício, meu pequeno souvenir.
@DeniseLimpias e @SimoneCastro81

Praticamente não vi o caminho. Agora era eu que cochilava. Quando o ônibus dobrou na Cardeal Arcoverde fiquei esperta. Desci na Fradique, meio cambaleando de sono. Finalmente cheguei em casa. Apesar do cansaço e de ter me questionado sobre meu comportamento mais introspectivo em relação à tietagem, se fiz certo ou não, agora é esperar até dia 04 de outubro e ver como ficou a edição. Só sei dizer que foi bacana participar e fazer parte de algo que há pouco mais de um ano parecia tão distante, mas que, ao mesmo tempo, é só um programa de TV.


Jornalista, 29 anos. Vegetariana, gremista, cresceu entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Está em São Paulo há cinco meses. Fã do CQC desde 2008, ainda acredita que a comunicação pode contribuir para ajudar a transformar o mundo em um lugar melhor. Twitta no @SimoneCastro81



Blog Profissional http://simonecastro.wordpress.com/
Blog Pessoal http://pravocenaoler.blogspot.com/
Posted By: Viviane Pereira

Um dia de figurante no CQC

Share:

Post a Comment

Facebook
Blogger

7 comentários:

  1. Que legal o seu relato Simone! Deu pra sentir um pouquinho o que vai ser este especial de segunda. Quanto a sua opinião sobre 'posers', vc sabe que compartilho do mesmo pensamento, né?
    Mais uma vez obrigada por fazer um freela di grátis pra nozes!

    ResponderExcluir
  2. Imagina, Vivi. Eu que agradeço pelo espaço. Muito obrigada por tudo, sempre. Bjão!

    ResponderExcluir
  3. Foi uma aventura e tanto, hein Simone? Que bacana o programa chamar o público pra participar de uma das matérias, gostei da ideia. Simone, eu concordo contigo, não é porque tu gosta de alguém que necessariamente precise ficar bajulando sabe. Acho mais válido tu dar um oi, tentar trocar uma ideia - mesmo que por alguns minutinhos - do que ficar pedindo pra tirar várias fotos e fazer comentários desnecessários. Já conheci o Rafinha e o Danilo e confesso que pedi pra tirar foto, mas seria bem mais proveitoso se eu tivesse tentado falar mais com eles, coisa que o nervosismo não deixou, pois aquela imagem de 'o cara da TV' me travou. Com o tempo, percebi que eles são caras como nós, a diferença é que estão na Tv e nós não. Quero ver como vai ficar a matéria! =D

    ResponderExcluir
  4. Simone,
    Identifico-me com você no aspecto de fotos. Eu mal sei o que falar quando os vejo!Vou pela curiosidade de chegar perto e ver como eles são de verdade. O mundo da TV parece um sonho, e pensamos mesmo que eles são Deuses e nós bem inferiores.
    Lembro-me que quando vi um deles eu mal conversei, bati a foto e fui embora. Depois me bateu o arrependimento de não ter conversado, mas é que realmente não sabia o que falar. Pois não há intimidade.
    Parabéns pelo texto!Senti-me como se estivesse lá.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. O amor pelo CQC nos faz ficar acordados....de segunda até quase 1 hora da manhã e neste terça até ás 06:30...(pelo menos foi o horário que eu cheguei em casa!!)E sabe que eu nem ligo?! Arriscaria dizer que foi um dos melhores dias da minha vida! Nada se comprara aos meus dois encontros com Marcelo Tas, mas ver todos os meninos de pertinho (apesar de já tê-los visto outras vezes também) foi SENSACIONAL!! Acompanhar e mais ainda...PARTICIPAR da gravação de uma matéria para o meu programa favorito, não tem preço! Todos foram uns docinhos e mega fofos e pacientes com a galera! Com excessão do Danilo, claro, que parece não gostar muito do contato com os fãs...é o que se comenta! Destaque para Mônica e Cortez que deixaram o clima cansativo bem mas agradável com o bom-humor, carinho e atenção absurda com todos! Sobre as posers....bem elas estão por toda a parte...e é lamentável! Ir numa gravação, só pra tirar foto com o preferido e depois ir embora, sendo que foi pedido para que ficássemos todos até o final, foi realmente muito triste. Fui por amor aos meninos, ao CQC e mais ainda, pela oportunidade de assistir a gravação de uma matéria que será o auge da cobertura das eleições, ainda que toda a cobertura tenha sido incrível! Juan é uma graça e mega engraçado...teve paciência também e só de vez em quando soltava uns gritos...FOI MASSA! Estou mega ansiosa para me ver na telinhha segunda...apesar da vergonha! O que vale é a recordação pro resto da vida! ;-)

    ResponderExcluir
  6. Si, muito legal esse realto, parabéns ficou muito bom mesmo! Deve ter sido ótimo, anciosa pra ver ;)

    ResponderExcluir
  7. Conheço essa "guria" virtualmente ha pouco mais de um ano e é dificil pra mim não a admirá-la cada dia mais. Uma profissional brilhante, imparcial, centrada, dedicada...
    Si, força e delicadeza em uma só pessoa, te desejo sempre o melhor, pois sei que você sempre consegue.

    Beijo - Cris

    ResponderExcluir

Orientações para a postagem de comentários do CQC Blog

Follow Us

Arquivo do Blog

Comunidade CQC Brasil

Postagens Populares

© CQC Blog - Custe o Que Custar All rights reserved | Theme Designed by Seo Blogger Templates