terça-feira, maio 03, 2011

Analise do CQC 136 - por Pedro Rech


Saudações, leitores incultos. O simples de fato de o CQC desta segunda-feira não ter exibido, apesar de anunciado, o “CQTeste”, isso obrigatoriamente já faz o programa ter sido no mínimo bom. E, no final das contas, foi exatamente isso mesmo, afinal, foi um programa sem nenhum grande erro e, por outro lado, com grandes acertos jornalísticos. Sem mais, às considerações.


Pontos Altos:

Iniciando os trabalhos da semana, é preciso iniciar citando aqui a matéria de Danilo Gentili, que há tempos andava afastado de matérias externas desse gênero, nas comemorações do Primeiro de Maio no ABC Paulista. É interessante observar que, dos quatro anos que o CQC cobre este evento, pela primeira vez não houve absolutamente nenhuma hostilidade por parte da classe operária ao programa. Sinal de que, por um lado, a esquerda está mais calma este ano, ou sinal de que, por outro lado, é o CQC que está perdendo a sua acidez? A resposta, meu amigo, está soprando no vento. Aproveitando o parágrafo, é preciso também citar a matéria de Rafael Cortez, na mesma linha, a respeito do congresso de metalúrgicos em Guarulhos.

E eis que chegamos, possivelmente, ao grande ponto alto desta semana. O impressionante “Documento da Semana”, com toques de “Proteste Já”, sobre a usina nuclear de Angra dos Reis, matéria esta (encabeçada pelo nosso grande amigo Rafael Cortez) que deixou o modesto analista que vos fala simplesmente de queixo caído, também pelo teor da reportagem, mas principalmente pelo primor em termos jornalísticos (isso ao menos eu posso julgar, afinal, faço faculdade disso). Quanto ao conteúdo apresentado, eu não seria o analista arrogante que sou se não desse aqui um palpite opinativo sobre o assunto.

Em primeiro lugar, a energia nuclear, em termos comparativos, é a fonte de energia mais limpa e eficiente de todas. Por outro lado, é claro que, sob condições instáveis, ela é também a mais perigosa de todas as fontes de energia (embora isso seja relativo, já que a energia termoelétrica mata, através da poluição resultante da queima do carvão, tanto quanto a radiação já matou até hoje). Porém, isso não se aplica ao Brasil, afinal, não somos um Japão, que está localizado logo acima de regiões limite de três placas tectônicas. A possibilidade de um desastre natural causar um acidente no reator de Angra beira o zero. É claro que, o perigo aqui, é o mesmo que causou o acidente no reator de Chernobyl, que tampouco era um Japão da vida: um estado falido e deficiente. Isso, é claro, se resolve não com o fechamento da mais promissora fonte de energia para os dias que estão por vir. Se resolve, como tantos outros problemas da vida, com um governo decente (não esperem que eu discuta aqui formas de alcançar isso também...). Afinal, em quarenta e tantos anos de uso contínuo de energia nuclear em todo o globo, o mundo só viu três ou quatro grandes acidentes envolvendo vazamentos de radiação. Pregar o fim da energia nuclear com base nesses dados é como pregar o fim das viagens aéreas, já que temos todos os anos meia dúzia de acidentes envolvendo vítimas fatais, em contrapartida aos milhares e milhares de vôos diários realizados ao redor da Terra.

Seguindo, figura aqui mais um “Identidade Nacional”, dessa vez, surpreendentemente, com situações armadas na cidade de Nova Iorque, EUA. Por um lado, poderia protestar aqui, já que essa intrusão estrangeira poderia representar uma violação interna das diretrizes do quadro, que afinal deveria servir para conhecermos melhor o nosso próprio Brasil verde e amarelo, porém, não é justamente ao estudarmos algo completamente externo à nossa realidade que aprendemos, paradoxalmente, mais sobre nós mesmos?


Agora, exijo, ergam todos seus mouses em respeito ao melhor “Proteste Já”, não deste ano, até o presente momento, apenas, mas sim o melhor desde a saída de Rafinha Bastos do quadro, que tratou, desta vez, sobre as compras superfaturadas realizadas pela prefeitura de Taubaté, SP. Em primeiro lugar, com todo o respeito, casos como esse, envolvendo corrupção, são sempre muito mais interessantes do que aqueles envolvendo problemas de infra-estrutura e outras irregularidades do gênero. Além disso, o quadro usou todos os seus recursos cênicos de forma grandiosa e como há muito não se via, desde a pequena esquete de abertura até a sensacional fantasia de galinha usada por Oscar Filho, que leva todos os créditos por esta pequena pérola.

Na reta final, só me resta citar um “Top Five” que chegou a fazer uma lágrima escorrer de meu olho esquerdo, não por pura melancolia frente ao triste mundo em que vivemos, mas sim, por puro ataque de risos. E, por fim, menciono aqui a primeira exibição do “#correndoatrás, iniciativa simplesmente brilhante. Se antes as pessoas não haviam compreendido que a estrutura do “Proteste Já” era justamente a idéia de um modelo a ser seguido pelos meros espectadores passivos, como eu e você, agora não há mais desculpa para essa incompreensão. Grandes coisas virão dessa empreitada, anotem minhas palavras.



Pontos Intermediários:

Aqui, é preciso citar a matéria de Felipe Andreoli na cobertura da Fórmula Indy em São Paulo, matéria aceitável e sem grandes trunfos. Seguindo, é preciso citar também a matéria dupla de Felipe Andreoli e Rafael Cortez nos jogos Santos vs. São Paulo e Corinthians vs. Palmeiras, respectivamente, que, graças à presença de Cortez, conseguiu de forma razoável fugir do lugar-comum das matérias futebolísticas. Cabe aqui uma menção também à toda situação envolvendo a “aposta” de Marco Luque e Marcelo Tas, que, como tantas outras antes desta, não merece maiores considerações.

Ademais, é necessário citar o mais do que morno “O Povo Quer Saber” com Ganso, já que, apesar de o “O Povo Quer Saber” ser um grande quadro do CQC, seu sucesso depende quase que exclusivamente de quem o protagoniza. E por fim, só me resta citar a reportagem de Rafael Cortez na estréia do filme “Não Se Pode Viver Sem Amor”, matéria inútil de celebridades da vez.



Pontos Baixos:

Por mais incrível que possa parecer, não há matéria a ser enquadrada neste segmento. Se o “CQTeste” tivesse sido exibido, é claro, isso seria outra história.


Nota: 8

Audiência: "CQC" marcou 5.8 de média, picos de 8 e 10% de share.

E vocês, leitores incultos? O que acharam do programa desta segunda-feira? Onde foi parar Mônica Iozzi, que desapareceu completamente esta semana? E quanto ao #correndoatras? Considerando a grande demora na apresentação do desde já lendário “nono elemento”, podemos concluir que os candidatos em teste falharam, e que o #correndoatrás nada mais seria do que um laboratório gratuito para ajudar na busca de novos candidatos? Deixe sua opinião ali nos comentários e vamos celebrar a democracia porque, pelo menos por enquanto, a internet ainda é um espaço livre do controle governamental. Até semana que vem!


Rech, nasceu na primavera de 1992 em Caxias do Sul, RS. Após concluir o ensino fundamental e médio sem grandes destaques, cursa jornalismo na Universidade de Caxias do Sul, igualmente sem grandes destaques. Quando criança gostava muito de assistir Chapolin e hoje considera o bacon a oitava maravilha do mundo. Twitter pessoal: @pedroffr

Leia todas as análises do CQC http://www.cqcblog.com/analisecqc


Veja os vídeos e as frases do CQC 136  http://www.cqcblog.com/videos-e-frases-do-cqc-136.html
Posted By: CQC Blog

Analise do CQC 136 - por Pedro Rech

Share:

Post a Comment

Facebook
Blogger

4 comentários:

  1. Vou rever os vídeos porque ontem eu só vi o CQC, não assisti. só lembro do Top Five! :D

    ResponderExcluir
  2. God have mercy on cqc they are all make it issues demoniocos illuminati symbols to show that God is more ashamed never going to Brazil creed

    ResponderExcluir
  3. Anônimo says concordo com vs tudo do iluminati ai O aff so olha no youtube varios videos falando sobre os sinbolos do iluminati no cqc FCD O QUE É DELES TÃO QUARDADOS

    Anonymous says agree with everything YOU The illuminati aff ai are several videos on youtube looks talking about the illuminati in cqc sinbolos FCD WHAT IS THEIR SO Quardros

    ResponderExcluir

Orientações para a postagem de comentários do CQC Blog

Follow Us

Arquivo do Blog

Comunidade CQC Brasil

Postagens Populares

© CQC Blog - Custe o Que Custar All rights reserved | Theme Designed by Seo Blogger Templates