sábado, outubro 15, 2011

Monica Iozzi: sou espia do mundo masculino

Monica Iozzi, a única mulher do CQC
"Aprendi a fazer comunicação e descobri muito sobre o mundinho deles, sou uma espiã", confessa a repórter do programa da Band.


Ela usa gravata, terninho, lápis preto em seus grandes olhos castanhos. É feminina e direta em suas perguntas. Busca verdade, tem jogo de cintura nos joguinhos de seus entrevistados, principalmente entre os políticos, suas vítimas favoritas. Ela é Monica Iozzi, 29 anos, formada em Artes Cênicas, oitava integrante do CQC e única mulher entre os irreverentes apresentadores do programa. Você já se perguntou como seria a vida dela trabalhando cercada de homens "engraçadinhos"?

Monica começou a fazer parte da equipe "Custe o Que Custar" em 2009, quando o programa promoveu um concurso onde escolheria um novo repórter. Foram dois meses de ansiedade, mais de 28 mil participantes. Na votação feita pela internet, Monica venceu com 52% dos votos e desde então mostrou profissionalismo e comprometimento com o "uniforme preto e branco".

Depois de dois anos, é vetera em entrevistas e temida por deputados e senadores em Brasília, por comandar o quadro "Controle de Qualidade", onde os políticos são testados com perguntas de conhecimentos gerais. Mas esse lado impetuoso de Monica você pode acompanhar semanalmente na TV. Para o Tempo de Mulher Monica contou como é ser mulher entre os engravatados mais charmosos da TV, confira:

TEMPO DE MULHER: Como é ser mulher no CQC?
Mônica Iozzi: No começo foi muito difícil, tudo tem um lado legal e outro difícil. Quando eles se juntam só dá ideia de homem, "um mundinho machista, sabe?". Tive que quebrar algumas barreiras, começar a montar minhas pautas e piadas junto com a produção. Tem coisa que para um homem falar não tem problema, mas quando é uma mulher que diz não fica apropriado. O lado legal é que fico sabendo de tudo que eles pensam. Sou uma espiã no mundinho deles! Não tem muito segredo, eles falam basicamente sobre mulher, futebol e carro.

É difícil conciliar a vida profissional com a vida pessoal?
Adoro o que faço, trabalho e viajo muito, duas vezes por semana estou em Brasília. Não tenho tempo para coisas simples, como marcar um médico! Sou quase como um dos bombeiros, sempre alerta, esperando alguma coisa acontecer para fazer uma matéria.

O que mudou na Monica depois do CQC?
Sou atriz, nestes dois anos aprendi a fazer comunicação. Descobri como são os bastidores, agora pertenço a esse mundo, no começo não sabia como lidar com isso tudo, fui aprendendo fazendo, sem medo!

A mulher tem mais tempo para se dedicar à carreira?
Acredito que a mulher já conquistou seu lugar no trabalho, agora ela tem que conquistar um espaço de igualdade em casa! É muita cobrança em cima de nós, temos que estar bonitas o tempo todo, trabalhar e ainda cuidar e limpar a casa, lavar a louça, essa igualdade que conquistamos no trabalho temos que ter em casa.
Fonte Tempo de Mulher

Agradecimentos @reporterpink
Posted By: Viviane Pereira

Monica Iozzi: sou espia do mundo masculino

Share:

Post a Comment

Facebook
Blogger

Um comentário:

  1. NEM TUDO ESTÁ PERDIDO

    Baiano, Fã Do Raul Seixas e Ivete, escreve conto para cinema

    Inteligente e divertido, posta em seu blog


    www.livrobomgratis.blogspot.com


    Para leitura gratuita; tem seu blog acessado por milhares
    de pessoas e está sendo sondado por Hollywood.

    ResponderExcluir

Orientações para a postagem de comentários do CQC Blog

Follow Us

Arquivo do Blog

Comunidade CQC Brasil

Postagens Populares

© CQC Blog - Custe o Que Custar All rights reserved | Theme Designed by Seo Blogger Templates