quinta-feira, abril 19, 2012

Sindicato dos Jornalistas pede limites ao CQC em coberturas

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal pediu nesta quinta-feira a colocação de limites para impedir que os humoristas do programa da Band Custe o Que Custar (CQC) prejudiquem o trabalho da imprensa em Brasília.


A onda de reclamações que chegou ao sindicato diz respeito ao mais recente episódio, a visita da secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton. "Sem desmerecer o trabalho humorístico, consideramos que nossa sociedade carece, em maior grau, de informações de qualidade e, nesse sentido, defendemos sempre a preponderância da atividade jornalística sobre a humorística", justifica o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Brasília em comunicado.

Na mesma nota, o sindicato pede que as assessorias de imprensa dos organismos governamentais, principalmente as da Presidência e a do Itamaraty, "adotem as medidas necessárias para garantir tal preponderância". Os líderes sindicais alegam que "perante os abusos da equipe do CQC" são necessárias medidas das assessorias de imprensa para garantir as condições de trabalho dos jornalistas. "Não nos consta que em qualquer outro lugar do mundo profissionais do jornalismo e humoristas recebam o mesmo tipo de credenciamento", acrescenta a nota.

O sindicato protestou principalmente pelo incidente provocado pelos humoristas do programa CQC na entrevista coletiva que a secretária americana de Estado concedeu na segunda-feira junto ao ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota. Segundo os jornalistas que participavam da coletiva, a entrevista foi interrompida quando um dos humoristas do CQC, sentado como sempre nos locais destinados à imprensa, tentou entregar uma máscara de Carnaval a Hillary Clinton.

Os membros da equipe de segurança impediram a entrega e retiraram rapidamente à secretária de Estado da sala de entrevistas diante do protesto de jornalistas e fotógrafos, e de empurrões entre humoristas e comunicadores. "Este sindicato recebeu nas últimas horas dezenas de reivindicações relativas à forma como integrantes do programa humorístico CQC se comportaram em coletivas de imprensa e cerimônias governamentais. O episódio mais recente e grave ocorreu na visita da secretária de Estado dos EUA. Esse tipo de comportamento gera vergonha e conflitos que frequentemente prejudicam o bom desempenho dos profissionais de imprensa e muitas vezes precipitam o fim das entrevistas e restrições ao acesso dos jornalistas a autoridades", acrescenta o comunicado.

O sindicato colocou seu departamento jurídico à disposição de jornalistas interessados em processar os humoristas por danos morais e físicos. "Também pedimos aos profissionais do CQC uma reflexão sobre seu modus operandi, para que levem em conta os princípios como respeito e profissionalismo", conclui a nota.

O CQC, que é exibido desde 2008 no Brasil pela mesma produtora do programa na Argentina, chegou a ter proibida a entrada no Congresso Nacional por algumas semanas, mas o Parlamento voltou atrás.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. Fonte Terra

Se houver algum tipo de restrição a Equipe do CQC em Brasília, provavelmente escolherão um repórter que tenha diploma de Jornalista para fazer as matérias por lá, isto é, Rafael Cortez ou Felipe Andreoli. Complicado...

Leia também: Mau Meirelles sofre ameaça de jornalistas em Brasília http://www.cqcblog.com/2012/04/mau-meirelles-e-ameacado-por.html
Posted By: Viviane Pereira

Sindicato dos Jornalistas pede limites ao CQC em coberturas

Share:

Post a Comment

Facebook
Blogger

3 comentários:

  1. Sou um fã nato do CQC, mas entregar máscara de carnaval e fazer piada sobre Bill Clinton com a Monica L., é desagradável e desnecessário.

    Não imagino que seja só culpa do Meirelles, afinal, ele tem um produtor e uma redação por trás e estes sim, deveriam rever seus conceitos de humor.

    Acho que o CQC presta serviços de muita qualidade à sociedade, contribui para um país mais transparente e mudou o modo de vermos TV, mas em poucos casos, falta uso do bom senso e senso comum.

    Att,
    Lucas

    ResponderExcluir
  2. Q nada meu!!! CQC mete ficha neste povinho ae... Eles são pagos pela sociedade, tem que quebrar esta "metidez" desta galera ae... para aprender a falar nossas línguas... tem q ser igual o LuLa companheiros kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Gosto do programa, mas sinto falta do estilo Ernesto Varela... leiam em meu blog: http://www.imagoquadratum.com/2012/04/cqc-arruma-briga-com-jornalistas-pelos.html

    ResponderExcluir

Orientações para a postagem de comentários do CQC Blog

Follow Us

Arquivo do Blog

Comunidade CQC Brasil

Postagens Populares

© CQC Blog - Custe o Que Custar All rights reserved | Theme Designed by Seo Blogger Templates